O que muda no relacionamento mãe e bebê com o CineMaterna? 

Com a palavra, a pediatra Honorina de Almeida: 

"Esse é o ponto de maior impacto na iniciativa do CineMaterna. Principalmente em cidades muito grandes, a rede sociofamiliar de mulheres que estão com bebês pequenos fica muito reduzida. Muitas passam a sofrer um isolamento social que não faz nada bem, nem para as mulheres e muito menos para os bebês. Um bebê dá muito trabalho, é certo, mas se uma mãe sabe que num determinado dia ela vai encontrar outras mães, conversar um pouco e ver um bom filme, esses meses iniciais ficam muito mais fáceis e gostosos. O bebê deixa de ser o motivo do isolamento e passa a ser o facilitador da construção de relações sociais. E isso é muito bom."

E você, quando vem?